In§tante§ ð'um £ouco: Junho 2008
Eis o cio de Verão
A sussurrar-me ao ouvido
- Desígnio de vontades.
Eclodem ecos timbrados
Penetrantes, invasores.

Ah! Brisa quente
Inquietação, rebuliço, tesão...
Lembro a melodia
Amor, palavra renovada.
Na noite, de olhos fechados
A tua voz doi-me no peito
Em tudo que choro.
Cantas junto a mim, e eu tão só.

Murmúrios de confidência e saudade
Que acordam em mim sonhos de ilusão...
Não é natural, digo eu...
Instantes depois cinjo-me à beleza da dita.
Ponte entre a paixão abstracta
E o concreto da poesia.

*

Romance inacabado
Que em sonho se completou
Não é de príncipe
Nem de quem sou.

Para lá do que é
Digo o que não é...
Primavera em flor
Sem que haja primavera.

Lenda viva que sonho
Perdido em a preservar...
Quem me usurpou o desejo
Que quero ter por terminar?
Quero tudo
O nectar desejado
E o que couber...

Talvez ainda me sobre espaço
Para anestesiar ressacas antigas
Invadir recintos de fantasmas
E com eles partilhar viagens.

Descubro-me na vertigem
De inconcebiveis perdições.
Descubro-me no fundo do poço
Entre restos de luz e lua
Desordenada, disseminada
Nos clarões escuros da noite.

Não, não procuro Neptuno
E seus mares
E suas águas
Lá, tudo é e nada pode ser.

Ingestão aromática
Perfume sem cheiro...

Naúsea de me descobrir
Em tristeza pequena
Na multidão de ser
Noite de mil desesperos.

Quando desejo
Desejo tudo.
Quero, quero-te toda.

Quero alimentar-me de ti
É essa a verdadeira fome
A sede a ser saciada.

Esse é o meu desejo
E não é só volúpia
É necessidade em ter tudo.

E descubro-me contido
em cada partícula de saliva
Sangue, suor, sémen
Em ti derramada
Sacrificada, ofertada...
Em perfeitos actos de sonho.

Insondável mistério
Desacato de sensações
Máscara de ilusões
Esculpida na carne
Construída em porosidade
Misturada em humores
Numa miscelânea de espíritos.

Explosão de gozo
Impulso de te encontrar
E germinar dentro de ti
Vivo...
Todo teu.
Rumores que gritam
Gestos que sinto
Anuncios que irrompem
Vontades que chegam

Semente do amor
Suave serenidade...
Odes de prazer e paixão
Em tons de vermelho improvisado

Guardo em mim o teu sonho
Gestação do teu corpo
Destino que se cruza
Sentir que já é só um

Todo o teu corpo se faz meu
Escapa-se ao tempo frio das ausências...
online