In§tante§ ð'um £ouco: Setembro 2007
Sei que vagueio
Sobre muitos mundos
E não sei para onde
Me levas, Loucura.

Vulnerável insanidade
Que percorre universos
Onde deveriam haver Deuses!

Na terra deixei rosas
Nas mãos levo espinhos...
Beijo o teu beijo
Salgado...
Molhado...

...

Desejado...
Oferece-me o riso dos teus olhos
A frágil luz do teu sorriso
Milagre do teu nome
Escrito na minha boca

Oferece-me a humidade dos teus beijos
O quente aconchego do teu abraço
O mar revolto do teu corpo
Inscrito no meu

Oferece-me o amanhecer da tua paixão
O reflexo frágil do teu anseio
Inocência feita de desejos
Em caricias minhas

Toca-me com o teu amor...
Avanço ao sabor da paixão
Curvo-me ao estalar da dor
Peço bis...
Sou tormento
Sangro até morrer.

Perco-me em cada encanto
Deste desencanto contraditório...
Para te ter
Seria capaz de tudo
Até sofrer

Sinto o que julguei
Nunca mais sentir...
Amor é esta dor que digo viver
Mas a dor é apenas uma
E as palavras muitas.

Na emergência dos sentidos
Sussurro a tua presença...
Doi este querer
Doi este não ter

Descanso...
...na angustia da tua ausência...
Sinto-te bordada em nuvens...
Imagens de paixão
Reflexos de loucura
Quereres de vontade
Idos de lembrança

No encantamento da noite
Perco-me dentro de ti...
Queima
Cá dentro
A chama eterna
Duma estrela
Que brilha
Descrita
Em memórias

No silêncio ao lembrar-te
Ondula um vento feito de melodias...
Perco-te no silêncio
Encontro-te em sonho

Clave de mim
Minha ilusão...
Sabê-lo é ter-te
Noite!
Vigília de estrelas
Aconchego de tempo
Ancora de memórias
Repouso de sonhos.

No silêncio esqueço os meus gritos...
Sou acrobata da dor.
Num abraço mudo
Entre solidão e escuridão
Tomba o meu corpo.

Ninguém conhece as minhas lágrimas, mas existem
Nelas escorre a paixão e a dor...


Falta-me
O sorriso do teu amor
O aroma da tua pele
O sabor do teu beijo
Existência em pausa, regresso ao pretérito.

Momento de sentir
Instante de tudo ser...
Passado suspeitante.
Diferentes mundos povoados.
Tormenta concretizada em falta.
Futuro marcado a desejos.
Coloridas emoções surreais.
Repouso activo de fragrâncias.
Presente intemporal.
Calmo sonho inexistente.

Mistério interior
Tanto tudo, demais...
Tempo sem tempo
Espaço sem espaço

eTernos instantes...
online