In§tante§ ð'um £ouco: Julho 2011




Choro por cada foto
Que os meus olhos
Registam de ti,
Por cada acorde de música
Que deixaste a lembrar sons
De saudade.

Meu coração só se alegra no regresso
Quando teu olhar, teu sorriso me aquecem
Pedindo-me um beijo.

Não sei o que tenho!
Sem ti, a luz esvai-se, fico perdido.


Quero janelas a sorrir
Abertas a esperar-te...







A minha mão não finge o olhar
Quando a tristeza se esconde.

Sente sentida a pintar a paisagem
Nos tons por onde passa
Cor de alma
Misturas de dor e ausência.

Silêncios, espasmos que respiram
Sofrimento que os olhos mostram
A ver morrer o tempo na distância.


É corpo a viver o gesto não compreendido
Do fogo que não cessa e não conhece a cor da chama...



online