In§tante§ ð'um £ouco: Setembro 2009
.


.

.

Sensualidade escondida
Feminilidade que se abre
Tal qual uma Flor.
(seja ela qual for)

Proteges o rosto com o véu que te
Oculta a beleza delicada e única!

Esquivas olhares clandestinos...

SERÁ

Não escuses
caminhos que são meus...


(Será que me resta tempo contigo)
SERÁ...

.

.

online