In§tante§ ð'um £ouco
.
.

.

Doi-me saber que sinto
Quando reparo que existo.

Ouço o panico dentro de mim
E não encontro caminho
Da razão para a vontade.

Se pudesse não despertar...
.
.
.

7 Comments:

Blogger Amy said...

O caminho da razão para a vontade é como um labirinto de espelhos: nem todas as direcções nos levam até onde parecem levar da mesma maneira que alguns reflexos nos atraem para becos sem saída...

Deixo uma rosa perfumada

3/11/09 02:30  
Blogger Ás de Copas said...

O medo acompanha todos os batimentos cardíacos. A perdição pode ser a pista do mapa para alcançares o destino X - o teu tesouro.

6/11/09 13:34  
Blogger Obsession said...

Ser um estranho em corpo próprio desperta a vontade de perder a razão...

7/11/09 09:59  
Blogger Amiga de Peniche said...

Trimmm
Trimmm
Trimmm

Acorda Louco de Lisboa, acorda!

Existes e fazes muito bem em existir.
Sabes que a vontade tem sempre razões que a própria razão desconhece!

Beijosss caídos da minha noite de Peniche para tua a noite de Lisboa.

7/11/09 18:54  
Blogger Silêncio Prateado said...

Se pessoas como tu não existissem os dias não teriam a mesma cor...

Deixo o meu silêncio

8/11/09 13:40  
Blogger 605 Forte said...

Tens uma maneira esquisita de reparar.

8/11/09 23:27  
Blogger Bonnie Parker said...

Hello Stranger!

Mãos ao alto.
Foste roubado!

8/11/09 23:59  

Enviar um comentário

<< Home

online