In§tante§ ð'um £ouco
.
.
.
O que sou sob este manto negro
Que em silêncio encerra
As minhas preces.

Lúgubre, lúgubre como cânticos
Que jorram de nascentes d'água...
.
.
.
.

8 Comments:

Blogger FacAfiada said...

As nascentes de agua são começos, berços, inícios não podem encerrar tristeza …
Limpam, cristalizam, aclaram, expurgam, apuram, burilam a alma …

26/4/09 17:12  
Blogger Peach said...

Não há escuridão sem luz.

beijo

26/4/09 19:26  
Blogger Papoila said...

Querido Louco:
O canto de uma nascente de onde brota água é melodia que canta a vida...
Beijos

27/4/09 21:20  
Blogger Priscila S.Lisboa said...

Menino maluquinho,esse mundo é um saco né não!!!

=/

28/4/09 18:50  
Blogger Light said...

...o perfil do silêncio é apenas uma longa palavra por escrever...
serás sombra oca..talvez??!!

29/4/09 18:27  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

Pega um sol!

1/5/09 20:00  
Blogger Mαğΐα said...

Cantas a insónia das tuas preces
enquanto o silêncio da noite permanece... inaudível.

Vim amanhecer-te com um sorriso meu... pintado de mil cores!


Bom dia Crazy boy

2/5/09 22:07  
Blogger Mαğΐα said...

Voltei para dizer que gosto do sonoro!!!

2/5/09 22:11  

Enviar um comentário

<< Home

online