In§tante§ ð'um £ouco
.
.
.
.
Começo a viagem…
O caminho conduz-me
A paisagens silenciosas
Na fronteira da vida.
É revigorante o fascínio
Obriga-me a escancarar vontades.
Faço-me pelo contrário!
Atormento a dor lancinante
Submeto-a à cirurgia.
Corto o nervo
E a dor continua.
Diagnóstico?
A dor não desapareceu
Não tem origem nervosa.
Aqui perco todas as esperanças
De me livrar do meu tormento.

Vou viver com ela!

9 Comments:

Blogger escarlate.due said...

isso é uma espécie de "não podes vencê-los, junta-te a eles"... nem sempre resulta mas...

bem bonita a conjugação das palavras com a imagem :)

27/12/08 00:53  
Blogger iAna said...

"o fim de uma viagem é apenas o começo doutra. (...) É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre."

J. Saramago

:)

espero q a constipaçao já tenha passado!

bgd pelas visitas:)

bj

27/12/08 18:52  
Blogger M∆ğΐ∆ said...

Cortar o nervo?
Ui... que até me arrepiei, mas depois lembrei-me dos bifes. Lembrei-me que não gosto de bifes com nervos. E lembrei-me também que a dor é como uma espécie de fome que ataca a alma quando se tem o tormento na boca e não se consegue engolir porque a esperança se tornou demasiado insípida para o tornar minimamente tragável...
Condimentos precisam-se!

28/12/08 15:52  
Blogger Paula Raposo said...

Sempre bem, Zé!! Beijos.

28/12/08 19:28  
Blogger adica said...

A senhora da foto parece espreitar... um pouco cusca, não?!
:D lol Há sempre pessoas magníficas à espreita.
Viver com dor é uma má opção, a não ser que se consiga virar o jogo...

Bjts

28/12/08 22:59  
Blogger Fragmentos Culturais said...

... não há outra alternativa!

29/12/08 02:44  
Blogger Claudia Perotti said...

quando não há opções seguimos...
Feliz 2009!

Beijinhossssssssssss

29/12/08 13:32  
Blogger LUA DE LOBOS said...

retribuindo a visita ao meu covil, sempre lhe digo que a sua mensagem foi um pouco misteriosa... ou então foi do sono.. ou então o meu último neurónio pifou...
mas como o natal já se evaporou, pode ser que este ano seja bem melhor do que este.
o que não vai ser mas que se lixe a taça que é de cartolina!
xi
maria

29/12/08 14:31  
Blogger Carla said...

a dor é quase sempre uma parte incontrolável de nós mesmos
bjs

5/2/09 13:11  

Enviar um comentário

<< Home

online