In§tante§ ð'um £ouco
Ansiar a única verdade suportável.
A que rasga a vida
Que atrofia a respiração
Que entope o verter do silêncio
No pó da estrada pousado.

Pisar a vigésima quarta ansiedade.
A que finda o dia
Que dá inicio a outro de mim
Que quebra o barulho dormente
Do pêndulo dos relógios.

Incendiar mil horizontes de desejo.
O que queima a pele
Que alastra a vontade
Que expira o tempo
Do corpo em sede.

Extingo-me de tanto querer(te)!
Sou o tudo que a loucura não questiona
O tudo que a razão não pronuncia...

9 Comments:

Blogger Thiago Forrest Gump said...

Haja loucuras de amor!

5/12/08 01:07  
Blogger escarlate.due said...

lindo este teu poema

5/12/08 10:07  
Blogger .*.Magia.*. said...

Suportável vida,
Respiração do silêncio pousado

Ansiedade, o dia de mim
dormente dos relógios

Desejo a pele, a vontade
o tempo em sede

Querer(te)
Não questiona, não pronuncia...


Crazy boy, gosto da vigésima quarta ansiedade, faz-me lembrar o Cinderelo que foi engolido por uma maçã onde habitava uma serpente que afinal era uma lagarta e que mais tarde (lá pelas 5 da matina)se dedicou a ser louco em part-time embora preferisse a loucura a tempo inteiro... mas isso já é outra estória.

Deixo beijo, é deixo beijo... de magia
(sortudo!)

5/12/08 18:42  
Blogger Alessandra said...

"A tristeza solene que habita em todas as coisas grandes - nos píncaros como nas grandes vidas, nas noites profundas como nos poemas eternos" Fernando Pessoa

Suas poesias, repletas de inquietação e angústia, me emocionam...

5/12/08 21:53  
Blogger Papoila said...

Senhor Louco:
Uma das suas grandes poesias de amor! "Ansiar a única verdade suportável..."
Belíssimo!
Beijos

7/12/08 23:53  
Blogger [ rod ] said...

Ouvir Pearl Jam aos sonhos do seu escrito são magníficos.

A ansiedade do talvez requer visão ao longe...

ansio por um dia ainda a conhecer.

Abçs meu caro e saudades aqui do teu espaço...


O antigo blog O AveSSo dA ViDa agora se chama dogMas.



Novo Dogma:
puni(A)ção...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

8/12/08 14:52  
Blogger Madalena said...

Que coisa boa de bem escrita, caramba!

8/12/08 19:01  
Blogger Sandrocas said...

As palavras surgem do pensamento a alma e conectam-se...saem mais ou menos palavras ....que ficam bem num poema..ou sai aquilo que sentimos...cá de dentro...se é louco ou não nao sei...então seria louco chorar, amar...enfim atrever-me a conheçer-te
Obg Joe
Sandra - Sam

10/12/08 23:55  
Blogger Felipe Guasti said...

"Que dá início a outro de mim"
pensei que só eu tinha um outro que acorda ao anoitecer. lol
Insanidade. Quem julgará?

15/12/08 14:43  

Enviar um comentário

<< Home

online