In§tante§ ð'um £ouco
Colori olhares ao mais pequeno som
Murmurado em ecos de paixão.
Inventei mil desassombros d’alma
Mil explosões de dor.
Plantei amores
Ofereci desamores.
Procriei afectos até sufocar
Na insuportável sensação da palavra
Cravada a desejo.

Compus pequenas formas de ódio
Que em mim criaram corpo...

15 Comments:

Blogger gasolina said...

Afectos e ódios, beijos e socos, tudo se encaixa e aninha no ser humano.

E mais ainda nos loucos.

Voltaste, boas palavras.

2/3/08 08:46  
Blogger Papoila said...

Criaste momentos cheios de sentimento...

BF

3/3/08 16:56  
Blogger DarkMorgana said...

Não me parece que sejas um compositor de ódios, mas antes de melodias, suaves...dóceis...que de momento (só de momento) não consegues ouvir!

Beijos

3/3/08 20:44  
Blogger Papoila said...

Senhor Louco!
Não o sinto semeador de pequenos ódios de estimação... se os tem são vagabundos...
Beijo

3/3/08 23:09  
Blogger Papoila said...

P.S.
Será que sou um deles? Não visita o campo há séculos... (eheheh)
Beijo

3/3/08 23:13  
Blogger Miudaaa said...

Sê quem és. ÉS BONITOOO ;-)

Beijo de miudaaa

4/3/08 12:16  
Blogger MªJosé M. said...

O que plantamos, colhemos, dizemos ou silenciamos...

De mil ( e uma )invenções, a palavra é também o olhar, o instante...

Oferece (me) palavras :)

Bjs

5/3/08 01:43  
Blogger Brain said...

E se isto não é muito...
Pelo menos...
É TANTO!

Aquele Abraço.

6/3/08 19:50  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

Haja loucura!

7/3/08 02:01  
Blogger Obsession said...

O teu encanto. O rubor que a tua loucura provoca... alienação, obsessão...
Quiçá simplesmente Vida...

7/3/08 13:39  
Blogger Pecadormeconfesso said...

Boa música.

7/3/08 18:26  
Blogger gasolina said...

Onde páras, Louco?

8/3/08 23:03  
Blogger NARNIA said...

Aben�oada loucura!

10/3/08 22:19  
Blogger Ana said...

Mesmo das árvores que criaste com carinho nascem frutos podres e amargos, para esses mesmos frutos mais tarde serem um alimento necessário para novos rebentos no teu jardim.

Dás e tiras.

Recebes e perdes.

Tudo é um ciclo.

Vive-o:)

Beijo doce

12/3/08 16:37  
Blogger P Batista said...

Um campo de aromas cheios de sentimentos, que aguardam pela aquela borboleta de seu nome Esperança. Para dar novos frutos de doces paladares misturados com Amor e pura Ingeunidade...

De um louco de outro rio de outra cidade...

19/3/08 19:37  

Enviar um comentário

<< Home

online