In§tante§ ð'um £ouco
Reencontro de desejo
Raro toque de paixão
Noite inteira de nós

Meia-noite
Estás à distância de um sonho...

22 Comments:

Blogger Miudaaa said...

... e o sonho comanda a vida, disse-O Gedeão.

um sorriso de miudaaa, pela meia-noite... :)

12/4/07 00:19  
Blogger Fofa said...

Distâncias que se alcançam com um toque de fantasia...

E a realidade do sonho, tantas vezes, aqui tão perto!

Bjo fofo

12/4/07 00:25  
Anonymous .*.magia.*. said...

...Doing

Doing...

...Doing

Doing...

...Doing

Doing...

...Doing

Doing...

...Doing

Doing...

...Doing

Doing...

...Doing


Crazy Boy...
Ofereço-te uma meia noite de treze badaladas...!

Agradeço que me devolvas o sapato de vidro que vou deixar aqui de propósito !

Catch me if you can...

Midnight Kiss

12/4/07 00:36  
Blogger Cleopatra said...

Um sonho é um espaço que não existe...
Não começa nem acaba nunca!

12/4/07 01:32  
Blogger Poeta da Lua said...

Meu Louco de Lisboa:

"Noite inteira de nós...". Ufa!
Beijo-te... Beijo-te! Está assim, hummmm?
Um abraço e um sorriso!

12/4/07 01:34  
Blogger Estranha pessoa esta said...

Ahhhhhhh esse 'raro' que nos sufoca.
Essa ausência que nos desperta.
Essa meia-noite que podia ser uma noite inteira.
E que distância essa a do desejo.

12/4/07 02:17  
Blogger Suspiros said...

À distãncia de um sonho mil e um suspiros se dão....
Na ânsia de lá chegar...e o que é raro encontrar..

Reencontros...

Poucas mas intensas palavras estas....mil e uma histórias nas entrelinhas de uma meia-noite...

12/4/07 10:24  
Anonymous dhyana said...

Estás à distancia de um sonho? Amei! Adorei! bj :)

12/4/07 10:36  
Blogger Som do Silêncio said...

Não acordes desse teu sonho!

Beijo Silencioso

12/4/07 13:33  
Blogger Azul said...

Distância que se diminui...
Pelo desejo
Pela paixão
Por nós
Pelo sonho

Meia-noite
Noite inteira
Reencontro
Raro Toque
Que desperta

12/4/07 15:19  
Blogger Brain said...

E porque meia-noite ainda não é,
E porque do sonho eu posso acordar,

Penso-te,
Sinto-te,
Vivo-te durante o dia,
Sentindo-te no correr do sangue nas veias,
No calor que na ponta dos dedos desponta,
No querer que tu venhas,
E te percas,
No meu corpo,
E que dele,
Nunca mais queiras ou possas voltar!

Reencontro-te no desejo,
Toco-te na raridade da Paixão,
Mas nunca te tenho...
Na noite.

Abraço

(PS:"desculpa" o devaneio)

12/4/07 15:45  
Blogger adc said...

Adormeci esta manhã... muito provavelmente, por me sentir, ainda protegida pelo som daquela voz... à distância de umas teclas, distância de umas horas, distância de várias fronteiras... deste mundo louco sempre dividido.
Acordei no conforto dos braços que lá não estavam...

Bjs da adc

http://poemasdesarrumados.blogspot.com

12/4/07 19:04  
Blogger João Cordeiro said...

Como é belo o sonho!!!


Abraço sonhador

12/4/07 19:10  
Blogger mac said...

Parece-me que há maia-noite andas a escrever posts,e não a sonhar...dorme Louco por essa Lisboa que te abraça.

12/4/07 19:22  
Blogger Patrícia said...

e que os sonhos eliminem a distância e te levem bem perto do que queres

;)

12/4/07 20:28  
Blogger Paula Raposo said...

Adorei a foto e essas tuas palavras de um belo sonho! Beijos.

12/4/07 20:46  
Blogger Zalinha said...

Simples e tão profundo quanto sua simplicidade...a imagem...adorei...
beijitusssssssss

12/4/07 22:27  
Blogger Papoila said...

As tuas fotos sempre me encantam as palavras ... um sonho presente...
Lidíssimo!
Beijo

12/4/07 22:47  
Blogger coisas que se pensam said...

... ou, por vezes, apenas de uma mão.

que lindo!!!!

uma coisa para ti!

13/4/07 10:00  
Blogger Luciana said...

Simples mas tocante. Aconchega-nos o coração!! É tão bom sonhar assim! :)
Beijos loucos

13/4/07 17:16  
Blogger Luciana said...

Este comentário foi removido pelo autor.

13/4/07 17:16  
Blogger Lua de Papel said...

o que aocnteceu mesmo à bruxa má á meia noite? :-)
beijos da lua

13/4/07 20:22  

Enviar um comentário

<< Home

online