In§tante§ ð'um £ouco
Amo!
Peco?
Decerto...

Óh evolução,
Porque geraste religião?

30 Comments:

Blogger Cleopatra said...

O que é o pecado?
Tudo o que te pode prejudicar ou aos outros.

O amor prejudica alguém?
Um bjito.

E que é que a religião tem que ver???

13/1/07 00:17  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

O clipe musical não poderia ser melhor!

Parabéns pela escolha, Louco! És um louco de bom gosto!

O amor? A evolução? Quem ama evolui!

Evolui? Ficou cá esta dúvida!

13/1/07 00:32  
Blogger Estranha pessoa esta said...

Mas.... CUM RAIO eu hoje só encontro linhas que não consigo comentar...
Ou é das horas, ou a maltinha anda mesmo inspirada.
Ou sou eu que ....
Pois não sei.

Olha e se o pecado é isso.
Sê pecador.
Religião?
Pois não sei...
Sou apenas uma espirituosa.
Apenas isso.
Decerto...
Apenas!

13/1/07 05:04  
Blogger anrasaxa said...

mais um post fantastico...
e a musica.. espectacular.. ja nao a ouvia ha uma carrada de tempo..

bom fim de semana sr. louco :)

13/1/07 09:54  
Blogger RPM said...

Decerto que a menina não é assim má para lhe colocarem uma coroa de espinhos....

Um abraço de amizade, Louco

RPM

13/1/07 10:54  
Anonymous Anónimo said...

A religião é fruto da ignorância e da nossa necessidade de acreditarmos em algo que nos puxe para cima quando estamos na fossa.
Este vídeo é um dos melhores de todos os tempos.

13/1/07 11:28  
Blogger .*.Magia.*. said...

Olá Crazy Boy

Apetece-me chamar-te pecador, mas vou me calar!
Apetece-me dizer-te que esta foto é linda, mas não vou dizer!
Apetecia-me oferecer-te a letra da música que se ouve, mas deixou de me apetecer!
Apetecia-me dizer-te que não sei o que escrever, mas vou guardar segredo...
Apetecia-me perguntar-te se andaste no seminário, se alguma vez te confessaste e se sabes rezar, mas não vou por aí.
Apetecia-me...
Apetecia-me um Twix, e até me atrevia a perguntar se és tu o famoso Ambrósio, mas não vou perguntar porque fica fora do contexto do post.
Apetecia-me ir ler o que escrevi, mas não vou ler, senão apago tudo e tu não lês.

Por isto tudo, apetece-me não escrever nada e deixar palavras que não são minhas, mas que expressam um sentir meu...

"O amor nasce do repentino desejo de tornar eterno o passageiro."

Ramón Gómez de La Serna

Beijo-te em formato XL, MP3, txt, jpg, xls, doc, etc...

13/1/07 15:01  
Blogger NARNIA said...

Quando se Ama há um lado religioso, algo perpetuo que se diviniza na adoração dos que encontram o seu próprio céu... há um altar de devoção quando os corpos se entregam...
(digo eu ) :))

13/1/07 15:32  
Anonymous Anónimo said...

Olá Poeta, Louco de Lisboa

O sentir de um poeta nem sempre está ao alcance de um simples mortal!

Bom fim-de-semana

Um grande abraço

13/1/07 16:38  
Anonymous Anónimo said...

Porque andamos semprepor aqui armados em humanos , armados em superiores, para depois inventarmos idolos e pés onde nos ajoelhamos e tratamos como falsos humildes!??
"A religião é o ópio do povo"...

13/1/07 18:25  
Anonymous Anónimo said...

Mas se o Amor é o melhor caminho para atingir estados supremos da Alma... talvez por isso nunca tenha percebido o que as religiões me tentaram dizer.

13/1/07 21:28  
Blogger Memórias de Um Sorriso Luso said...

Amar é pecado?
hummm ...talvez se ela estivesse vestidinha não nos levaria a pensar que tinha pecado e não se via que tambem tem os dedinhos dos pés tortos :)

Gostei...claro que gostei ! :)

Kiss

13/1/07 23:30  
Blogger Cleopatra said...

"O amor nasce do repentino desejo de tornar eterno o passageiro."

Ramón Gómez de La Serna


Não concordo com o poeta

O Amor nasce do acreditar que o repentinamente acontecido, será eterno!

Bjito

14/1/07 00:36  
Blogger Som do Silêncio said...

Beijo Silencioso de uma Pecadora!

14/1/07 00:38  
Anonymous Anónimo said...

Amar é uma ocasião sublime, onde se perde de si o fio da razão e permanece a ténue claridade da contemplação do prazer.

14/1/07 00:50  
Blogger Kalinka said...

LOUCO DE LISBOA

SABIAS QUE...???
Iniciou-se a contagem decrescente para o lançamento do livro
«Que é o Amor?».

Colaborei com um texto da minha autoria, dedicado a todos que de alguma forma marcaram a minha Vida em momentos inesquecíveis, mas também a alguém muito especial que nasceu dia 7 de Fevereiro e que, por não pertencer ao Mundo dos vivos, guardo com muito Amor, na minha memória (minha Mãe).

É uma excelente oferta em qualquer altura, mas como se aproxima o Dia dos Namorados, será bom começarem a preparar as vossas encomendas quanto antes.

Beijos e abraços.

14/1/07 01:06  
Anonymous Reflexos de memoria said...

O Amor não é pecado...pode é surgir quando não se espera, ou pior...por quem não deve...
Beijo para ti

14/1/07 15:38  
Anonymous Anónimo said...

Olá Caro e belo Louco,
Vim espreitar-te...belas as tuas palavras....
E o fondue, já experimentaste? ;)
Beijos

14/1/07 17:09  
Blogger Maresi@ said...

ola Louco.... vim "ler-te e sentir-te" como ja é habito...vicio talvez , mas... nem sempre ha palavras pra deixar comentarios. Hoje é um desses dias....

Beijo suave_____Maresi@

14/1/07 19:46  
Blogger Hanah said...

reflexão...

lindo louco ...

14/1/07 21:55  
Blogger m@nelito said...

fiquei sem palavras... mesmo...

parabéns pelo blog...

:)

15/1/07 00:34  
Blogger Rosa Brava said...

Sorrio...
Pecado? Amar?

Ah não!!

:-)

Dou-te a minha mão
Prendes os meus dedos nos teus
E nesse entrelaçar que nos liberta
Uma dança fazemos.

Sentes este tango, que te percorre os dedos?
Entrego-te a minha boca
Nos teus lábios, amordaças os meus
E nesse beijo que nos incendeia
Uma sombra abatemos.

Porque sinto o Sol a percorrer-me o corpo, sem medos?
A ti me dou, em forma de palavras
Para que nos teus sentires, despertes os meus
E nessa paixão que nos enlaça
Um poema satisfazemos.

Um poema...

Este poema mágico, que sentimos dentro de nós
As tuas palavras, com que saboreias a minha alma...


Pecado? Amar?

NÃO AMAR é que é pecado!

Bj e bom fim de semana ;)

15/1/07 13:24  
Anonymous Filha Margarida said...

Já que escreves tão bem deixo-te aqui um poema que fui buscar á internet.Tu mereçes, este poema espero que gostes!É um pouco comprido mas sei que lês.Beijos papá

Queria dizer amo-te e não digo.
Queria ter uma vida que não tenho.
Queria ser uma doida feliz numa terra insana.
Queria cuspir a verdade a todos.
Queria cuspir a verdade ao mundo.
Queria cuspir a verdade a ti, pai.
A ti que não me vês
porque os teus olhos estão sempre fechados para mim.
Queria ser alguém que não sou.
Queria ser um alguém com coragem,
coragem para gritar o que não grito,
calar o que não calo,
chorar o que não choro.
Queria parar de dizer: estou farta.
Estou farta de mim.
Estou farta da vida que me persegue
e não me deixa ser infinitamente feliz...
Quero somente a vida que muitas vezes me acompanha
e que me faz vibrar de emoção,
que me faz desejar viver para sempre,
que me faz almejar um futuro sorridente.
Todos nós temos duas vidas que estão connosco.
Uma que tentamos abandonar, fugir dela.
Outra que tentamos agarrar, fundir-nos nela.
Mas por vezes fugimos da vida errada.
Fugimos da vida que tão ardentemente desejávamos agarrar.
Queria ter uma vida que não tenho... mas só às vezes,
só quando deixo a vida certa guardada em casa
e trago a vida que não devia à rua acompanhar-me.
Queria dizer amo-te e não digo.
Porquê não digo?
Porque estou com a vida errada?
Não digo amo-te porque não quero revelar-me assim.
Não quero ser despida desta forma.
Oh, queria dizer amo-te e não digo.

15/1/07 15:37  
Anonymous Anónimo said...

O que vale é que a evolução já diz que amar não é pecado. Enfim...alguma evolução

15/1/07 16:06  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Define me religião pff.

bjinho

15/1/07 18:40  
Blogger Lia Noronha said...

Para que o pecado pudesse surgir...como um alerta e um grande sinalizador...de que algo bom ou ruim pode te acontecer...e que vc o tema ou o ame!!!Boa noite de terça pra vc.

16/1/07 22:35  
Blogger Alex said...

Falas de moral ou



consciência?
Será a mesma coisa?



Conserva a tua alma, é ela que TE importa.

17/1/07 10:07  
Blogger Alex said...

O poema que alguém especial te deixou, é simplesmente MAGNIFICO.

És um sortudo.
Mas isso tu sabes

17/1/07 10:08  
Blogger Diva said...

Tudo dito em tua última frase... Poucas palavras que relatam a actualidade que se vive... Devermos-ímos chamar-lhe verdadeiramente "evolução"?... Não sei... O facto é que é uma frase translúcida e muito bem pensada!

Beijo enCANTAdo

24/1/07 01:13  
Blogger Noa said...

Pecado?
Não.Não existe pecado.
Evolução?
Será que é esse o verdadeiro nome para isso? Sabemos que não.

Beijoka :o*

3/2/07 19:21  

Enviar um comentário

<< Home

online